Desenvolver habilidades interpessoais pode dar uma guinada em sua carreira. Isso porque pessoas bem-sucedidas constroem relacionamentos sólidos ao seu redor, o que contribui diretamente para o trabalho em conjunto.

 

Ainda quando crianças, já começamos a ter contato com essas habilidades, como cordialidade, iniciativa e saber ouvir, por exemplo. O problema é que, por interferência da educação, ambiente e cultura em que vivemos, muitas dessas habilidades ficam quase que esquecidas.


Se você é um gerente financeiro e deseja desenvolver (ou despertar) essas habilidades, siga com a gente nesse artigo, porque temos dicas importantes para dar! Boa leitura.

 

Habilidades intra e interpessoais


Os tempos e a maneira como um líder se porta em relação a sua equipe mudaram! Saem os antigos modelos de comando e controle, entra em cena o modelo que inspira e influencia.


O relacionamento com os demais colegas, que é uma das habilidades interpessoais, tem um destaque maior. São novos tempos, em que temos a inteligência artificial, robótica, um mundo de disruptura e alteração de padrões. Dentro desse cenário inteiro, a liderança está sendo convidada a se revisitar.

 

Professor da Saint Paul Escola de Negócios e especialista em desenvolvimento de líderes e equipes, Claudio Queiroz alerta que, antes de olhar para fora, é preciso olhar para a questão intrapessoal e seus três pontos importantes:

  1. o autoconhecimento;
  2. a gestão (controle) das emoções;
  3. a automotivação.


“Quem se permite encontrar quais são os seus talentos, medos, competências e forças, consegue criar as habilidades necessárias para conhecer outras pessoas. Com isso, ela acaba se relacionando melhor”, diz Queiroz.


Juntas, as habilidades intra e interpessoais resultam na inteligência emocional, apontada pelo professor como o caminho para o líder se desenvolver. Para se ter uma noção da importância do assunto, o Fórum Econômico Mundial de 2018 destacou a inteligência emocional como uma das competências dos profissionais dessa década.

 

5 habilidades que o gerente financeiro deve desenvolver

 

Agora que você já teve uma noção do que são as habilidades intra e interpessoais e sua importância, veja quais são as 5 skills mais importantes para o desenvolvimento de um gerente financeiro!

 

1. Conhecer quais são os talentos da sua equipe

 

À medida que o gestor sabe em qual área cada colaborador se destaca, fica mais fácil e objetivo estabelecer uma relação e desafios que utilizem o talento de cada um.

 

2. Identificar o que é valor para cada colaborador

 

Eis um exemplo que você pode perceber em sua equipe. Enquanto para um colaborador receber um curso em uma instituição é algo extremamente motivador, para outra pessoa o pagamento de horas extras é o que desperta mais interesse. Saber identificar isso em cada colaborador é fundamental.

 

3. Entender o ponto de vista de cada geração

 

Hoje, é comum ver nas empresas do mercado financeiro várias gerações convivendo em um único ambiente. Neste caso, é preciso entender que cada uma viveu e passou por experiências muito diferentes, o que por sua vez resulta num olhar diferente para a realidade.

 

4. Gerenciar vida profissional e pessoal

 

O mundo corporativo exige que se faça muito mais com menos. É aí que entra uma das questões que mais geram conflito, o tempo para a dimensão profissional e o tempo para a dimensão pessoal.

 

5. Evitar contradições

 

Muitas empresas pedem a seus colaboradores para ser criativos, desde que não errem, por exemplo. Nesse contexto, é importante saber identificar as contradições para não frustrar os colaboradores.

 

Como equilibrar habilidades hard e soft skills?

 

Hard skills e soft skills são respectivamente as competências técnicas e as habilidades subjetivas de um profissional. Segundo o professor Queiroz, é preciso alinhar as duas para se destacar na carreira.

 

“Há pessoas que acreditam que só a dimensão técnica é importante, tendo pouca empatia em transitar por outras áreas. No entanto, um gerente financeiro precisa conhecer marketing, precisa se relacionar bem com outras pessoas, saber fazer alianças e estratégias”, explica.

 

Nessas questões, a empresa pode disponibilizar conteúdo por meio de cursos, especializações ou MBAs para acelerar o desenvolvimento do gestor. Há casos mais críticos em que até é necessária a contratação de coaches para um acompanhamento dos colaboradores.

 


Seja lá qual caminho você escolha para desenvolver as habilidades interpessoais, é preciso se atentar ao conselho do professor:

 


“A coisa fundamental num relacionamento é ter a clareza de que eu só atravesso pontes com as pessoas. Se a gente não valorizar os relacionamentos, não vamos conseguir fazer essa travessia sozinhos. E essa década que estamos vivendo está muito focada em trabalho em equipe.”

 

Ficou mais claro como o desenvolvimento de habilidades interpessoais pode ajudar a carreira de um gestor financeiro? Para ler mais conteúdos sobre gestão, finanças e mercado financeiro, acesse o blog da Saint Paul!

New call-to-action

Claudio Queiroz

Posts Relacionados

Baixe o ebook agora!
New Call-to-action
New Call-to-action
New Call-to-action
New Call-to-action
New Call-to-action
Baixe nosso infográfio: Design Thinking

Posts populares