Atuar como gerente de projetos exige algumas habilidades específicas. A principal é aprender como ser um líder na empresa. No entanto, saber quais os tipos de liderança e qual o perfil de um líder é uma tarefa complexa.

O primeiro passo é compreender que a liderança é uma habilidade que conduz as pessoas a alcançarem os resultados desejados. Isso é conseguido por meio de características específicas, que podem ser desenvolvidas ao longo da vida.

Como conseguir isso? É o que vamos mostrar neste post. Aqui, vamos indicar os tipos de liderança existentes, o melhor perfil para cada área e como você pode se aprimorar para se tornar um líder.


Quais são os tipos de liderança?

O mais comum antigamente era que o líder apenas cobrasse resultados. Atualmente, há outras exigências. É necessário cuidar do lado comportamental para haver a retenção de talentos, como entenderemos melhor a seguir.

Por enquanto, é preciso entender que há diferentes tipos de liderança. Esse é o primeiro passo para aprender a ser um líder na empresa. Confira:

 

Exigente

Esse é um profissional que possui grande experiência e que sabe o que deve ser feito. É exigente, crítico, perfeccionista e observador. Inspira a equipe e não adota técnicas autoritárias porque acredita que a excelência é o caminho para o sucesso.


Autocrático

Esse líder centraliza as tomadas de decisão e exclui a equipe desse processo. Os processos são conduzidos de modo enérgico para que os resultados sejam alcançados. Competências, conhecimentos e resultados não são valorizados. A cobrança é excessiva, o que leva à queda de produtividade.


Liberal

Os colaboradores se autogerenciam, o que demonstra que o líder confia no trabalho da equipe. O problema é que os profissionais podem cometer erros graves devido à falta de orientação. Isso pode ocasionar prejuízos para a empresa.

 

Visionário

Esse líder é caracterizado por ter um bom senso de oportunidade e otimismo. É capaz de antecipar tendências por meio de pesquisas de mercado e reconhece que cada colaborador é importante porque os perfis individuais ajudam a alcançar os melhores resultados.

Existem muitos outros tipos de liderança, mas esses modelos já indicam o caminho que você deve seguir. Afinal de contas, é evidente que os perfis que consideram as opiniões dos colaboradores e suas aptidões tendem a ter mais chances de sucesso em comparação com aqueles que são mais enérgicos.


Qual o perfil de um líder de acordo com a área em que trabalha?

Como você pôde perceber, não existe um perfil específico de pessoa para ser líder, mas sim um tipo de liderança ideal. O indivíduo que assume essa posição deve ter força e determinação para buscar resultados, mas também precisa saber motivar a equipe e a si mesmo.

Assim, é preciso ter duas características essenciais: ser preciso/diretivo para alcançar os resultados, e trabalhar o lado emocional para cuidar das pessoas. Com isso, o líder não pode ser um tirano e apenas cobrar resultados. Ele deve cuidar dos colaboradores e observar as diferenças entre eles para extrair o melhor de cada um.

Essas atitudes podem ser conseguidas por meio de ferramentas, como o feedback. A ideia, nesse caso, é indicar os pontos positivos e negativos de cada um, e aquilo que pode ser ajustado para que os objetivos sejam mais facilmente alcançados.

Portanto, é preciso equilibrar as duas partes, já que, de vez em quando, é necessário ser preciso nos resultados, enquanto em outros momentos é necessário ser emotivo para cuidar dos relacionamentos.

Porém, essas habilidades também podem variar conforme a área de atuação. Por exemplo: no setor de RH não se torna viável apenas cobrar resultados, se o foco é trabalhar com as pessoas. Por outro lado, na equipe financeira e comercial os resultados são mais fortes.


Por isso, é necessário analisar cada caso, sempre lembrando de trabalhar os resultados e o cuidado com a equipe simultaneamente.

 

New Call-to-action


Como um gestor pode se aprimorar para se tornar um líder?

As habilidades necessárias podem ser trabalhadas, porque todas as pessoas possuem um líder “adormecido”. Em alguns casos, essas características são trabalhadas desde a infância.

É o caso da criança que começa a ser líder dos amigos, depois se torna o líder de seu grupo social e por aí vai. Portanto, não existem líderes natos, mas sim aqueles que trabalham essas características desde a infância por um motivo consciente ou inconsciente.

Enquanto trabalha esse lado, a pessoa pode compartilhar a liderança com uma ou duas pessoas da equipe que ajudem a suprir as características que faltam. No entanto, tenha em mente que o liderado precisa do contato com seu líder. Portanto, não se pode terceirizar essa atividade.

Gostou do conteúdo? Agora que você já conhece quais são os tipos de liderança, já identificou o seu perfil? Para aprofundar seu conhecimento, leia sobre o gestor do futuro e os desafios da liderança.

Simone Penteado
Professora dos cursos de MBA e Pós Graduação

Posts Relacionados

New Call-to-action
New Call-to-action
New Call-to-action
New Call-to-action
New Call-to-action
Baixe nosso infográfio: Design Thinking

Posts populares